Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Lisboa porque és tão linda?

por Filippa, em 20.02.17

16790242_1819724091614690_4634421371974189056_n.jp

Há cidades que foram feitas para as suas gentes. 

 

Dia de folga, sol bonito e temperatura suportável? Espero que isto tenha sido sinónimo para muita gente de calçar os sapatinhos, vestir o casaco e ir apanhar ar. 

Há muito tempo que sinto necessidade de aproveitar o melhor que a minha cidade tem para dar, Lisboa está na moda e se há altura em que todas as potencialidades da cidade estão a ser exploradas é agora. Ontem apesar de todos os alertas de chuva o sol levou a melhor e permitiu que muita gente saisse à rua. A minha folga foi passada no cinema a ver A Grande Muralha com Matt Damon e como fui a uma sessão bem cedo consegui aproveitar o resto da tarde para passear. 

Sei que o que vou dizer é bem contraditório porque afinal fui para o cinema mas nestes dias cada vez me faz mais confusão enfiar-me num centro comercial. Não sou daquelas pessoas que é alérgica a eles, muito pelo contrário, passo lá a vida mas quando estou de folga, principalmente ao fim de semana, cada vez mais evito ir lá meter-me. 

Ontem fui para Belém, fiz o caminho até lá pela marginal, as pessoas sentadas nas esplanadas nas praias, alguns já se atreviam a estender a toalha na areia, outros lutavam com a prancha de surf e eu nem sei explicar o porquê de ter gostado tanto disto. 

Belém estava cheia e só conseguimos estacionar o carro nas Docas, comprámos um gelado e fizemos o caminho todo até ao MAAT (sou uma pessoa da moda e como tal tinha de lá ir) a pé. Ao longo do trajeto vi crianças nas suas bicicletas, pais que jogavam à bola com os filhos, cães que gastavam as energias acumuladas de um inverno passado em casa, turistas que faziam as maiores acrobacias para tirar uma foto à ponte e tudo isso me fez sentir verdadeiramente bem. 

Lisboa é uma cidade que está na moda mas tirando isso é uma cidade que convida ao convivio, é um pedaço de território que dá gosto visitar quando o tempo assim o permite. A nossa capital quase que parece um enorme alojamento onde cabem os portugueses, os turistas e toda a paisagem que temos a sorte de ter. Não somos a capital mais moderna e o arrendamento está pela hora da morte mas quando passeamos aqui nós sabemos que tudo isto é nosso, aquele azulejo ali pintado e para venda só nós conseguimos gostar, a calçada que só dá jeito pisar sem saltos é Portugal aos pontapés e finalmente temos os lisboetas a serem o maior andarilho da cidade quando num dia como ontem preferem encher a rua de barulho com conversas altas e sorrisos contagiantes do que irem para centros comerciais ou outros sitios fechados. 

Há muito tempo que venho preferindo estes passeios e a tendência é cada vez mais abandonar sitios fechados (ao fim de semana) em que a única coisa que contribuo é para que as pessoas que lá trabalham continuem a ser obrigadas a trabalhar dois dias que deveriam ser para a familia e Lisboa vem-me dando razão. 

Quando publiquei a foto no meu instagram escrevi na descrição da foto "Lisboa deixou as suas gentes sairem à rua", e não é que as pessoas sairam mesmo? Lisboa é uma cidade para as pessoas e espero que assim continue por muitos e longos anos. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:18



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Mensagens


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

De Ténis e Garfo na Mão

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

De Ténis e Livro na Mão


De Ténis e Música no Ouvido

“Without music, life would be a mistake.” ― Friedrich Nietzsche