Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Seremos todos terroristas?

por Filippa, em 27.01.17

Tem estado um frio desgraçado, sou de Lisboa e estas temperaturas de 4ºC têm sido o descalabro para mim. Adoro o inverno mas é quando estou com a minha camisola quentinha que tem um robe polar por cima, ah e claro, tapada com o belo do meu cobertor. É bom este conforto todo não é? Ouvimos falar dos sem abrigo que em plena Lisboa passam um frio de morte, e nós sentimos pena, é instintivo mas sentimos a nossa pena dentro do nosso lar com os nossos aquecedores a manter a temperatura habitável dentro de casa. 

Ligamos a tv, está quase a começar o telejornal e como somos todos pessoas com uma vida, tiramos aquele momento para nos manter atualizados sobre o que passa no mundo e lá estão as noticias. Os refugiados estão a morrer de hipotermia na Grécia, em pleno inverno, em plena europa, esse continente moderno e avançado. Coitadinhos, passaram por tanto, fugiram do seu país à procura de uma vida melhor e lá estão aquelas almas a morrer ao frio, não há ninguém que faça nada? Parece impossivel que esses gigantes europeu assobiem para o lado dizemos nós enquanto metemos mais lenha na fogueira ou aumentamos um pouco a intensidade do aquecedor no já quentinho lar. 

Isto faz-me pensar, seremos todos terroristas? Há aqueles terroristas que nos aterrorizam, meu Deus, um ataque em França aqui tão perto, depois seguiu-se Bélgica e na Siria ataques são o pão nosso de cada dia. Acreditam se disser que tenho medo de andar de metro? Ando todos os dias, é a maneira mais fácil e rápida de chegar ao trabalho mas passou a ser algo na minha rotina que me aterroriza. No outro dia o metro fez uma travagem brusca dentro do túnel e ficou ali parado dois minutos e foi quando eu entrei em pânico que percebi que estava a ganhar medo. Fiquei verdadeiramente assustada, olhei para todo o lado com medo que tivesse acontecido o que já aconteceu noutras cidades europeias. Também já aconteceu as luzes apagarem-se todas e eu só me lembrar de pensar 'por favor não por favor não'. São coisas que acontecem principalmente no metro de Lisboa que cada vez está mais degradado mas devido à maneira como se pôs o mundo, tenho medo. Tenho medo quando as carruagens estão a andar rápido, chego ao cúmulo de estar a atravessar a zona da linha vermelha em S. Sebastião e quando vejo o metro a chegar 'será que algum dia nos vai calhar a nós?'. 

O mundo foi tomado pelo medo, uns fogem do terror e outros temem que ele tenha chegado. Eu ganhei medo mas recuso-me a mudar a minha vida por isso, talvez por teimosia ou comodismo, ando todos os dias de metro e andarei (pelo menos enquanto aquelas carruagens não se desmontarem todas). 

Seremos todos terroristas? É que vamos ser honestos, enquanto eu escrevo e alguém lê este texto no quentinho da sua casa, alguém está a morrer de frio em campos de refugiados ou noutra parte do mundo um sujeito rebenta ou desencadeia um tiroteio em nome de uma crença. 

O que nos vai acontecer daqui para a frente? Nos Estados Unidos da América tem-se um presidente que fala em registar os muçulmanos e na minha opinião é uma ideia gravissima. Já argumentaram comigo a dizer que será mais fácil identificar os terroristas. Brincamos? Andamos a brincar com isto? A sério que estamos a dizer que os terroristas são apenas os muçulmanos? Nós somos o quê? Quando permitimos que pessoas de carne e osso como nós morram de frio em pleno século XXI na nossa tão estimada Europa somos o quê? Uns bondosos? Isto é simplesmente inacreditável e não sei mesmo para onde caminhamos. Pensar que as coisas podem caminhar a passos largos para situações bem mais graves faz-me ter pena de nós, somos uns miseráveis que não sabem viver conforme as crenças e hábitos dos outros, fomos abençoados com a capacidade de pensar, de sermos inteligentes mas cada vez se prova mais que foi um erro tremendo.

Isto é apenas um desabafo, decidi que em 2017 queria encher a minha vida com mais solidariedade e compaixão, não faz sentido andar nesta vida e ser sempre 'eu eu eu e depois os outros' e ando a pensar nisto a algum tempo, há tanta coisa que podemos fazer se assim quisermos. De mim para mim, acho que está na altura de deixar-me de pensamentos e passar a acções, mesmo ajudando ou doando um bocadinho, o meu bocadinho pode ser tanto para outras pessoas.

Vamos fazer de 2017 o ano de voltarmos a ser humanos?  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02


2 comentários

Imagem de perfil

De Sweetener a 28.01.2017 às 22:14

Vale a pena refletir, e tens tanta razão no que dizes...
Imagem de perfil

De Filippa a 29.01.2017 às 11:44

O mundo está a pôr-se de uma maneira que é melhor nem pensar :/
Beijinho :)*

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Mensagens


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

De Ténis e Garfo na Mão

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

De Ténis e Livro na Mão


De Ténis e Música no Ouvido

“Without music, life would be a mistake.” ― Friedrich Nietzsche